O peso de dinheiro

Em A Bandeira do Elefante e da Arara, sempre tento acertar, quanto possível, todos os detalhes históricos. Na história “O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara”, Pero de Belém pede à Gerard 40.000 réis para libertar Oludara. Sendo um detalhe relevante à história, pesquisei os preços da época, e dobrei o valor comum da época utilizado para a compra de escravos. Considerando que um cruzado de ouro valia 400 réis, o preço equivaleria a exatamente 100 cruzados de ouro.

Porém, não cheguei a pesquisar o peso das moedas. Assumi que um saco de 100 moedas de ouro ia ter um bom peso, mas, depois, descobri que a minha concepção tinha sido moldada mais pela ficção do que pela realidade.

Tudo começou quando adquri algumas moedas da época, para sentir com as minhas próprias mãos o dinheiro daquele tempo. Na imagem abaixo, a moeda na esquerda é uma moeda de cobre de cinco réis, e a moeda na direta é um vintém de prata, valendo 20 réis. As moedas estão gastas pelo tempo, mas ainda retém boa parte do seu peso original.

Fiquei surpreso pela diferença em tamanho e peso das duas moedas. A moeda de prata, com quatro vezes o valor, possuía apenas um quinto do peso. Ela pesa cerca de 1,5 grama: tão leve que você mal percebe a moeda na sua mão.

Fiz uma pesquisa mais profunda dos pesos das moedas da época, e descobri que os valores dos metais eram aproximadamente:

Ouro = 130.9 réis/grama

Prata = 11.4 réis / grama

Cobre = 0.6 réis / grama

Destes números, é possível calcular que 40.000 réis em ouro teria um peso de um pouco mais de 300 gramas—mais ou menos o peso de uma lata de refrigerante cheia. O mesmo valor em prata teria sido 3.5 kg e em cobre, 71.6 kg — equivalente ao meu peso!

Todo mundo conhece o clichê do saco pesado de ouro, e ouro, de fato, pesa cerca de duas vezes o peso de prata e três vezes o peso de cobre. Ao mesmo tempo, no final do século XVI, o ouro valia mais de 10 vezes a mesma quantidade de prata e mais de 200 vezes a mesma quantidade de cobre. O engenhoso, outra moeda de ouro da época com peso de 4 gramas, valia quase meio kg de cobre. Assim, o conceito da “bolsa pesada” é equivocado. Um saco pesado de ouro valeria uma fortuna, um fardo pouco provável a levar na rua. Uma bolsa pesada provavelmente conteria mais com moedas de cobre.

Em “O Encontro Fortuito”, Gerard fala para o governador: “Vim correndo, mas o peso de um saco de ouro me fez demorar”, mas em retrospectiva, suponho que o peso de uma lata de Coca-Cola provavelmente não teria tanto efeito, no final das contas. 🙂

Mensagens postadas

Participe da discussão