Resenhas sobre A Bandeira do Elefante e da Arara

No último mês recebemos três resenhas fantásticas. Em todas as avaliações, A Bandeira do Elefante e da Arara tirou a nota máxima. Confira o que os blogueiros têm a dizer sobre o livro:

Jean Honorio (Leituras de Brain) escreveu: “O livro é rico em personagens e cultura brasileira, as lendas vão além do Saci-Pererê, Iara e Curupira, nele você conhece um pouco mais do Capelobo, Pai-do-Mato, Mapinguari, Cumacanga e vários outros monstros e entidades que vários de nós brasileiros nem se quer sabiam de sua existência. Em resumo, é um ótimo livro para quem ama aventura, magia e história.”

A autora, Simone Saueressig (Leitora Web), escreveu sobre as aventuras de A Bandeira e abordou o tema “apropriação cultural” em seu texto incrível: “Com isso, Christopher conseguiu duas façanhas: além da conquista pessoal, colocou o Brasil no mapa do Fantástico do mundo inteiro. De repente, leitores dos EUA, e de países tão longínquos quanto a Romênia e a Inglaterra, de onde geralmente recebemos material, de repente, eu dizia, esses leitores descobriram o Saci-Pererê, o Curupira, a Iara, se depararam com lugares que a distância histórica desenha como quase míticos.”

Jéssica Trombini (Literatismos) escreveu sua resenha com foco nos personagens e a interação deles com o mundo em que vivem.  “Fiquei bastante admirada com a construção da história, que me lembrou um pouco da rapsódia de Macunaíma, do Mario de Andrade, tanto pela temática do folclore brasileiro, como pela andança dos personagens pelo país. Outra característica é a tentativa de mostrar a identidade nacional com toda a mistura de cores, culturas e religiões”, escreveu a blogueira. Em sua análise final, Jéssica declara: “Me conquistou!”

Participe da discussão