The World of Gerard van Oost and Oludara

Postagens marcadas com ‘releases’

Anunciada a segunda edição do Concurso Hydra

Anunciada a segunda edição do Concurso Hydra de Literatura Fantástica Brasileira

01 de julho de 2013

A revista norte-americana Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show (IGMS) e os websites brasileiros A Bandeira do Elefante e da Arara e Universo Insônia se uniram mais uma vez para levar o melhor da ficção especulativa brasileira para os leitores de língua inglesa do mundo inteiro, através da segunda edição do Concurso Hydra de Literatura Fantástica Brasileira.

Um painel de juízes brasileiros selecionará três finalistas entre os contos de literatura fantástica publicados no Brasil em 2011 e 2012. Orson Scott Card, um dos autores mais vendidos do mundo da ficção especulativa e Edmund R. Schubert, editor da IGMS, vão escolher o vencedor entre os finalistas. Os três finalistas terão seus contos traduzidos para o inglês e o vencedor receberá publicação remunerada na revista Intergalactic Medicine Show.

O autor Orson Scott Card é novamente destaque no Brasil, pois a Devir acaba de lançar no país o quarto volume da premiada saga de Ender, Os Filhos da Mente. O primeiro livro da série, O Jogo do Exterminador (Ender’s Game) está sendo adaptado para o cinema e o filme será lançado este ano com participação de Harrison Ford e Ben Kingsley. Card comenta: “Desde a época em que vivi no Brasil no começo dos anos 70, a nação e o povo brasileiro têm sido importantes para mim. Continuo seguindo o panorama de ficção científica brasileira, e tenho orgulho que a IGMS facilitará a apresentação de alguns destes escritores aos leitores americanos. Até agora, leitores americanos têm pouca ideia da quantidade de bons trabalhos que estão sendo feitos no nosso gênero no Brasil.”

Esta segunda edição será organizada pelo publicitário e agitador cultural Tiago Castro, coorganizador do Fantasticon, maior evento do gênero no país e editor do site Universo Insônia. Tiago escreve: “Foi um grande prazer participar da primeira edição do concurso, uma iniciativa tão interessante para ficção especulativa brasileira. O trabalho foi intenso, principalmente pela qualidade dos contos recebidos, mas no final o resultado foi bastante recompensador. Estou feliz e ansioso com a oportunidade de organizar esta segunda edição.”

A primeira edição do concurso foi realizada em 2011. Os dois primeiros colocados, Brontops Baruq e Flávio Medeiros, tiveram seus contos publicados em inglês na revista IGMS, recebendo remuneração pela publicação e destaque na imprensa internacional. Brontops Baruq, vencedor da primeira edição, relata: “O Concurso Hydra foi uma injeção de autoconfiança e me inspirou a continuar escrevendo. Fico feliz de saber deste novo concurso e espero que ele continue abrindo portas e caminhos, além de levar mais da literatura fantástica brasileira a novos hemisférios”.

Os três contos finalistas serão traduzidos para o inglês por Christopher Kastensmidt, autor finalista do Prêmio Nebula, professor da UniRitter e fundador do Concurso Hydra. Christopher acrescenta: “Foi uma honra trabalhar com Orson Scott Card e IGMS durante o primeiro Concurso Hydra, e estou muito feliz que eles estão apoiando esta iniciativa mais uma vez. É muito difícil o autor brasileiro ser publicado no exterior, e as publicações resultantes da primeira edição tiveram um enorme impacto sobre as carreiras dos finalistas. Também, a parceira deu uma visibilidade internacional inédita à comunidade de ficção especulativa brasileira.”

Edmund R. Schubert, editor da IGMs diz: “Eu acho que explorar pontos de vista e atitudes interculturais não é apenas saudável, mas absolutamente necessário, em um mundo cada vez mais interligado, onde a ficção científica e a fantasia são a voz de quem é “estranho”, “alienígena”, literalmente e metaforicamente. É a voz que explora diferenças que nos tornam iguais. Na edição inaugural do concurso Hydra, ao invés de publicar apenas o vencedor (como foi originalmente planejado), IGMS publicou dois dos finalistas, e foi muito gratificante ver como o concurso foi bem recebido no Brasil, assim como ver as histórias premiadas  bem recebidas nos Estados Unidos. Mal posso esperar para ver o que o segundo concurso Hydra nos trará”.

O nome do Concurso Hydra vem da constelação.  Esta constelação com nome de um monstro mítico atravessa a equador celestial, unindo os hemisférios celestiais norte e sul, da mesma maneira que o Concurso Hydra espera juntar os hemisférios norte e sul de ficção especulativa. A constelação Hydra também aparece na bandeira brasileira.

As inscrições serão abertas de 15 de julho a 31 de agosto, e todos os autores brasileiros com contos que se encaixam no gênero de literatura fantástica e que foram publicados pela primeira vez nos anos de 2011 e 2012 podem participar. O regulamento em português será disponibilizado até o dia 15 de julho no site Universo Insônia (universoinsonia.com.br). Não existe taxa de inscrição e o vencedor receberá tradução do conto para inglês e contrato de publicação na IGMS, com pagamento padrão da revista.

Sobre Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show

Fundada em 2005 pelo multipremiado escritor Orson Scott Card, e editada desde 2006 por Edmund R. Schubert, IGMS é uma revista online bimensal premiada que publica contos ilustrados de ficção científica e fantasia, histórias, entrevistas, resenhas e muito mais.  Autores vão de profissionais conhecidos como Peter Beagle e David Farland até autores fazendo sua estreia profissional. O site da revista é www.intergalacticmedicineshow.com.

Sobre The Elephant and Macaw Banner

A Bandeira do Elefante e da Arara (The Elephant and Macaw Banner) é uma série internacionalmente premiada de fantasia situada no Brasil do século XVI. As histórias contam as aventuras de Gerard van Oost e Oludara, uma dupla improvável de heróis que se encontram em Salvador.  Notícias, arte e informações sobre as referências culturais e históricas podem ser encontrados no site www.ABandeira.org.

Sobre o Universo Insônia

O site Universo Insônia publica artigos, notícias e opiniões sobre literatura fantástica, cinema, quadrinhos, séries de TV, jogos analógicos e digitais, desenhos animados e cultura pop fantástica em geral. O principal objetivo do site é divulgar e apoiar os profissionais da área da cultura fantástica brasileira, mas também traz conteúdo sobre as diversas produções internacionais. www.universoinsonia.com.br

hydra_2edição

Release – Duplo Fantasia Heroica 3

DEVIR LANÇA LIVRO DE FANTASIA HEROICA
EM FORMATO DE BOLSO

Título: Duplo Fantasia Heroica 3: O Desconveniente Casamento
de Oludara e Arani/O Relato do Herege
Autores: Christopher Kastensmidt/Simone Saueressig
Capa: Jonathan “Jay” Beard
Número de páginas: 128
Formato: 9 x 15 cm
Editora: Devir Livraria, selo Asas do Vento

A fantasia é o gênero literário que mais tem crescido no Brasil, nos últimos dez anos.

Agora em um mesmo livro, duas novelas repletas de aventura e seres fabulosos, e que alargam o mapa da fantasia na direção de territórios inexplorados.

As Histórias

O Desconveniente Casamento de Oludara e Arani, de Christopher Kastensmidt. A dupla de aventureiros Gerard van Oost e Oludara, um holandês e um africano, encontra lar numa aldeia dos tupinambás. Mas a vida está longe de ser tranquila, especialmente quando Oludara assume o desejo de se casar com a bela Arani — que está prometida a um dos mais poderosos seres das terras selvagens do Brasil Colônia. Uma vertiginosa aventura de momentos belos e divertidos, com muita magia e perigos incomuns.

O Relato do Herege, de Simone Saueressig. Índigo Ruiz Lepes, um herege degredado à colônia portuguesa no Brasil, também se envolve com uma mulher indígena — mas na região das missões no sul do território brasileiro. Ele é forçado por Diego de La Carta, o seu algoz na missão em que vive e trabalha, a invocar a mais poderosa entidade da natureza. Sombria, a narrativa envolvente fornece contraponto ideal à história de Kastensmidt.

Os Autores

Christopher Kastensmidt nasceu nos Estados Unidos, mas vive no Brasil há mais de dez anos, residindo hoje na cidade de Porto Alegre. Ainda adolescente, teve várias ocupações, antes de cursar a Rice University, em Houston, Texas. No Brasil, foi sócio da empresa Southlogic Studios, que mais tarde foi vendida para a Ubisoft Brasil, uma firma de videogames junto à qual Kastensmidt se tornou diretor criativo. Sua estréia
literária se deu com a história “Daddy’s Little Boy”, publicada na revista Deep Magic Nº41, de outubro de 2005. Também já publicou na Dinamarca, Escócia, Grécia, Polônia e República Checa.

“O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara”, a primeira aventura da sua dupla de heróis apareceu na revista americana Realms of Fantasy (uma das mais importantes do gênero) de abril de 2010, como “The Fortuitous Meeting of Gerard van Oost and Oludara”, e foi finalista do principal prêmio do mundo da ficção científica e fantasia, o Nebula, promovido pela Science Fiction and Fantasy Writers of America, e foi escolhida pelos leitores de Realms of Fantasy como a melhor história a aparecer na revista, naquele ano. Kastensmidt chama a sua série de “A Bandeira do Elefante e da Arara”, ou “The Elephant and Macaw Banner”.

Simone Saueressig é uma das iniciadoras dessa tendência de exploração da paisagem e da cultura brasileira na fantasia. Autora das novelas juvenis A Noite da Grande Magia Branca (1988) e A Fortaleza de Cristal (1993), dentro da tendência, sendo que o segundo foi finalista no Prêmio Tibicuera de Literatura em 1994, o prêmio literário mais tradicional do Rio Grande do Sul. Saueressig também envereda pela mitologia afro-brasileira, com A Estrela de Iemanjá (2009), que fez parte do pacote de livros que representou o Brasil na Feira Internacional de Bologna, em 2011. Seu “O Saci”, conto longo, obteve destaque no 3.º Prêmio Habitasul Revelação Literária na Feira, na categoria Palavra de Autor, e em 2011, “Aurum Domini — O Ouro das Missões” recebeu o prêmio Livro do Ano — Narrativa Longa da Associação Gaúcha de Escritores.

Sobre o selo Asas do Vento: A Devir está no mercado dos livros de bolso com uma linha de livros de fantasia, horror, ficção científica e aventura, publicando em combinações surpreendentes, o melhor dos autores nacionais e estrangeiros. Uma parte importante do trabalho de edição é encontrar um formato para se publicar textos ou histórias que o editor acredita serem relevante e merecedores de publicação. Entre os autores publicados no Asas do Vento também estão Orson Scott Card, João Batista Melo e Carlos Orsi.

A literatura fantástica está repleta de histórias curtas de grande qualidade que não encontrávamos uma maneira adequada de publicar. A coleção Asas do Vento vem justamente preencher essa lacuna. Ela é uma série de livros de bolso de acabamento primoroso, que visa publicar histórias mais curtas (contos, novelas, noveletas) que se destacam mas que normalmente acabam esquecidas por não terem tamanho suficiente para ocupar um livro de tamanho normal ou encontram espaço apenas em revistas ou antologias.

Com alta portabilidade, ao contrário da maioria das edições de bolso no Brasil, os livros da Asas do Vento realmente cabem no bolso (e nas bolsas). Com capa semi-rígida, também possuem maior durabilidade. Livros para desfrutar e colecionar.

Devir Livraria: “Líder em ficção científica, fantasia e horror”

Rua Teodureto Souto, 624 – Cambuci – São Paulo-SP, CEP 01539-000
Visite o nosso site: http://www.devir.com.br/

Release – 1ª Odisseia de Literatura Fantástica

RELEASE – ABRIL/2012

1ª Odisseia de Literatura Fantástica

Evento vai reunir, em Porto Alegre, autores, editores e leitores dos gêneros fantásticos

A Literatura Fantástica vai invadir Porto Alegre, com seus heróis, monstros e personagens extraordinários. No último fim de semana de abril, escritores, editores e leitores dos gêneros de horror, fantasia e ficção científica estarão reunidos no Memorial do RS para debates, palestras e sessões de autógrafos.

A 1ª Odisseia de Literatura Fantástica vai acontecer nos dias 27 e 28 de abril de 2012, no Memorial do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. A entrada é franca.

O evento foi idealizado pela editora porto-alegrense Argonautas, criada por Duda Falcão e César Alcázar, e pelo escritor norte-americano Christopher Kastensmidt, que reside em Porto Alegre há mais de 10 anos e foi finalista do Prêmio Nebula, o mais importante da Literatura Fantástica nos EUA. O objetivo é aproveitar o momento de consolidação editorial dos gêneros e transformar a capital gaúcha em um polo fantástico nas artes.

A programação da 1ª Odisseia de Literatura já conta com 80 autores confirmados, 17 editoras e mais de 80 sessões de autógrafos agendadas. Nos dois dias do evento, serão realizados 8 debates e palestras. A palestra de abertura será Simões Lopes Neto e o fantástico em Lendas do Sul, com o mestre e doutor em história Cesar Augusto Barcellos Guazelli, trazendo também a discussão para a literatura clássica gaúcha.

O evento tem o apoio de Memorial do RS, IEL/RS, A Associação Gaúcha de Escritores, A Bandeira.org, Camisetas Alternativas Tytius, Revista Fantástica, Não Editora, Porcelana no Cabide e Argonautas. As editoras confirmadas para o evento são Argonautas, Arte & Letra, Devir, Draco, Escala, Estronho, Giz, Gutenberg, Jambô, Linhas Tortas, Literata, Llyr Editorial, Modo, Não Editora, Ornitorrinco, Tarja e Terracota.

1ª ODISSEIA DE LITERATURA FANTÁSTICA

Datas e horários: 27 de abril (sexta-feira), às 19h, e dia 28 de abril (sábado), das 10h30min às 19h

Local: Memorial do Rio Grande do Sul (Rua Sete de Setembro, nº 1020 – Praça da Alfândega – Centro Histórico – Porto Alegre – RS).

Apoio: Memorial do RS, IEL/RS, A Associação Gaúcha de Escritores, A Bandeira.org, Camisetas Alternativas Tytius, Revista Fantástica, Não Editora, Porcelana no Cabide e Argonautas.

Entrada franca

Informações completas: http://odisseialitfan.wordpress.com/

Conto de Brontops Baruq vence Concurso Hydra

Após a leitura de mais de 100 contos inscritos, os juízes do Concurso Hydra selecionaram três contos finalistas e enviaram para o escritor Orson Scott Card, que definiu o grande campeão. O escolhido do escritor norte-americano foi “(História com desenho e diálogo)” de Brontops Baruq. O conto receberá tradução para o inglês e será publicado na revista eletrônica Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show.

E para tornar o concurso ainda mais especial, os editores da revista anunciaram que também publicarão o segundo colocado em edição futura da revista. O conto escolhido foi “Por um Fio” do Flávio Medeiros Junior.

Os três finalistas do concurso foram:

“(História com desenho e diálogo)” de Brontops Baruq, publicado na revista Portal Fundação, do Projeto Portal, foi um dos selecionados. Brontops Baruq é o pseudônimo de alguém nascido em São Paulo no ano de 1973. Publicou contos nas antologias Livro Negro dos Vampiros, Anno Domini (Andross), Alterego e Cartas do Fim do Mundo (Terracota), além de participar do Projeto Portal (http://projeto-portal.blogspot.com/), capitaneado por Nelson de Oliveira.  Blog pessoal http://brontops.blogspot.com/.

“Por um Fio” de Flávio Medeiros Júnior, publicado na antologia Steampunk da Tarja Editorial. Flávio Medeiros Junior nasceu e vive em Belo Horizonte, MG. Formou-se em Medicina pela UFMG em 1988, especializando-se em oftalmologia. Publicou seu primeiro romance em 2004: Quintessência, história policial com ambientação de ficção científica e em 2010 o romance Casas de Vampiros, que junta horror e ficção científica. Teve também textos publicados nas coletâneas Paradigmas 2, Steampunk, Imaginários 1, Vaporpunk e Assembleia Estelar. Continua escrevendo compulsivamente e publicando suas opiniões no blog http://a-quintessencia.blogspot.com.

“Eu, a Sogra” de Giulia Moon, publicado no primeiro volume da antologia Imaginários, da Editora Draco. Giulia Moon é escritora, ilustradora, redatora e diretora de criação em propaganda. Tem três coletâneas de contos publicadas: Luar de Vampiros (Scortecci, 2003), Vampiros no Espelho & Outros Seres Obscuros (Landy, 2004) e A Dama-Morcega (Landy, 2006). Já atuou como editora do fanzine FicZine e como coeditora da Scarium Megazine. Em 2009 lançou o seu primeiro romance, Kaori: Perfume de Vampira (Giz Editorial, 2009), que teve sua continuação em 2011 com Kaori 2: Coração de Vampira. Mais sobre Giulia em http://www.giuliamoon.com.br.

Edmund R. Schubert, editor de IGMs, escreve: “Esta parceria tem sido muito emocionante e fico feliz de poder mostrar o melhor da ficção especulativa brasileira para um público mais amplo. E dou os parabéns para Christopher Kastensmidt por organizá-lo tão bem e estou ansioso para ler mais de todos os escritores envolvidos.”

Christopher Kastensmidt, organizador do concurso diz: “O fato da Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show concordar em publicar não apenas uma, mas duas das histórias finalistas mostra o prestígio da comunidade de ficção especulativa brasileira, aquela que trabalha incansavelmente, mas quase não recebe o reconhecimento fora das fronteiras do Brasil. Muito obrigado mais uma vez a IGMS, aos nossos juízes brasileiros, e todos os outros envolvidos que fizeram este concurso um sucesso tão grande.”

O concurso Hydra, uma parceria entre a revista eletrônica norte-americana Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show e o website brasileiro A Bandeira do Elephante e da Arara, visa expor o melhor da literatura fantástica brasileira para leitores em língua inglesa do mundo inteiro.  O concurso também contou com a participação dos juízes brasileiros Tiago Castro (Universo Insônia) e Ana Carolina Silveira (Leitura Escrita).

Sobre Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show

Fundada pelo escritor premiado Orson Scott Card, e editada nos últimos cinco anos por Edmund R. Schubert, IGMS é uma revista online bimensal premiada que publica contos ilustrados de ficção científica e fantasia, histórias em áudio, entrevistas, resenhas e mais.  Autores vão de profissionais como Peter Beagle e David Farland até autores estreantes.  O site da revista é www.intergalacticmedicineshow.com.

Sobre The Elephant and Macaw Banner

A Bandeira do Elefante e da Arara (em ingles, The Elephant and Macaw Banner) é uma série premiada de fantasia situada no Brasil colonial.  As histórias contam as aventuras de Gerard van Oost e Oludara, uma dupla improvável de heróis que se encontram em Salvador.  Notícias, arte e informações sobre as referências culturais e históricas podem ser encontrados no site www.eamb.org.